A Creche Tia Dolores é uma entidade sem fins lucrativos fundada em 1995 pela iniciativa de um grupo de quatro irmãs, Maria Amália, Maria do Carmo, Maria Lídia e Ephygênia Costa Pinto. Ela foi fundada para tratar de um grupo de crianças especiais que necessitam de cuidados especiais todas as horas do dia.

A missão da Creche Tia Dolores é:

"Assistir gratuitamente em regime de abrigo, crianças, adolescentes e adultos que atinjam a maioridade civil abrigados nesta instiuição, portadores de paralisia cerebral, que não dependam de acompanhamento médico diário e vindas de famílias carentes, dando a elas tratamento tal que proporcione uma alta qualidade de vida".

Maria Amália é uma pessoa comum que sempre procurou ajudar os outros no que fosse possível. Após criar seus filhos e se aposentar, ela decidiu se dedicar às pessoas que necessitassem de ajuda, especialmente às crianças. A idéia de criar um lar para atender crianças especiais começou a tomar corpo na porta da Igreja, após a missa dominical, quando uma prima ofereceu uma das duas casas que existiam no lote que ela havia herdado de sua mãe, Dolores. Era necessário, entretanto, que as duas casas fossem reformadas. As economias que Maria Amália tinha juntado nos anos anteriores e o dinheiro que conseguiu arrecadar na família foram utilizados para o início da reforma. O restante foi conseguido a partir de bingos, rifas e festas realizadas com a ajuda dos amigos. Definido o local da Creche e iniciada a reforma, o próximo passo era burocrático. O Estatuto, Regimento Interno, bem como registro em todos os órgãos competentes foram providenciados. Assim no dia 25 de maio de 1995, a reforma na casa da Rua Marques de Barbacena, 261, bairro Saudade foi terminada. Com a casa preparada, as crianças foram entregues, por seus pais ou responsáveis, e a Creche começou a funcionar nascendo assim a “Creche Tia Dolores”.
A idéia inicial era utilizar somente o serviço de voluntários no cuidado das crianças mas esta idéia se tornou inviável no decorrer dos anos. Foram por isto contratados funcionários e também uma fisioterapeuta para dar as crianças toda a atenção e dedicação.
Nos primeiros anos, as coisas foram difíceis pois as condições financeiras não favoreciam. As crianças eram atendidas e internadas na rede hospitalar pública, muitas vezes  com dificuldade de se conseguir atendimento imediato ou vagas. As doações variavam muito, tornando impossível oferecer uma qualidade de vida adequada às crianças. Em março de 1997, foi concedido às crianças o benefício do INSS que consistia em um salário mínimo para cada uma. O fato de poder contar com esse dinheiro possibilitou que houvessem melhoras no tratamento de saúde das mesmas.  

Apesar da condição física das crianças terem melhorado, ainda era preciso comprar e/ou trocar aparelhos ortopédicos, aumentar o número de horas do trabalho fisioterápico, aumentar o número de empregados, contar com um acompanhamento médico e odontológico mais sistemático além da troca dos berços, pois as crianças estavam crescendo. Com as necessidades constantes para melhoria na qualidade de vida das crianças a Creche Tia Dolores abriu um setor de captação de doações, dentro da instituição, o qual tem como objetivo divulgar a instituição e angariar recursos para a melhoria do tratamento das crianças.

saiba mais

   
 
 
31 de janeiro de 2011
Nova Criança: Isabela!!!

A Creche Tia Dolores tem o grande prazer de apresentar sua nova interna: Isabela Andrade Silva! Nascida em seis de dezembro de 2010 ela vem completar o quadro de internos da nossa instituição.

.

01 de janeiro de 2011
Campanha do Carro

Como todos vocês sabem realizamos uma campanha para arrecadar fundos para compra de um automóvel durante todo o final de 2010. Gostaríamos em primeiro lugar de agradecer a todos

25 de dezembro de 2010
Feliz Natal e Ano Novo!

A Creche Tia Dolores vem desejar a todos um Feliz Natal e Próspero Ano de 2011. Que todos seus sonhos se realizem que possamos continuar nesta parceria tão bonita que tem feito à felicidade das nossas crianças.

05 de janeiro de 2010
Geovane sai da instituição

É com imensa alegria que informamos que o interno Geovane voltou ao convívio da sua família. A responsável por ele, sua avó, veio em companhia do pai da criança para levá-lo de volta a sua casa. Funcionários e voluntários estão um pouco tristes por não estar mas com ele mas alegres pela volta ao lar.

Creche Tia Dolores 2009
Todos Direitos Reservados Cópia Proibida